Ubuntu 12.04 (Precise Pangolin) no MacBook Pro

Juntar o hardware do MacBook Pro com o Ubuntu é tirar o melhor proveito possível de uma experiência. Só que como nem tudo é tão simples assim (ainda) temos que passar por alguns detalhes até chegar nesse momento tão belo que é a união entre um belo hardware + um ótimo software.

Nas versões anteriores passei por pesadelos ao tentar fazer essa junção. Em momentos cheguei a pensar que forças alienígenas conspiravam contra. Quando consegui fazer com que grande parte dos problemas fossem resolvidos instalei o XMBC, e a partir de então perdi tudo. Meu usuário não entrava mais, não tinha como mais eu acessar, e gerou tanta dor de cabeça que resolvi não mexer tanto com isso.

E agora é o momento em que eu esperava há muito, o momento de lançar uma nova versão! E uma nova versão sempre vem com novas esperanças. Felizmente as expectativas foram cumpridas, só que não de qualquer forma, mas com muita classe e categoria. Ou seja, o Precise está conseguindo rodar no MacBook Pro de forma muito boa e estável. Grandes problemas anteriores foram corrigidos, e a única coisa que não funcionou por padrão foi o adaptador sem fio, porém ele já reconheceu que existe um, antes nem isso ele fazia. E cada atualização rotineira vem melhorando bastante o sistema.

Agora, só algumas instruções para te ajudar:

1 – Baixe a versão correta

Existe uma versão específica para Macs, e como ela é direcionada vai te ajudar a tirar o melhor proveito.

64-bit Mac (AMD64) desktop CD

2 – Atualize seu sistema

Não se esqueça de que, assim que a instalação terminar, abrir o Gerenciador de Atualizações e instalar todas as atualizações.

3 – Instale o firmware da rede sem fio

Para fazer a instalação adicione o seguinte repositório e instale os pacotes como no comando abaixo.

 sudo add-apt-repository ppa:mpodroid/mactel && sudo apt-get update && sudo apt-get install b43-fwcutter firmware-b43-installer 

Use o código abaixo para abrir o arquivo “modules¨:

 sudo touch /etc/pm/config.d/modules && sudo gedit /etc/pm/config.d/modules 

Adicione a seguinte linha no arquivo. Salve e feche.

 SUSPEND_MODULES="b43 bcma" 

Pronto, o dispositivo deve estar funcionando corretamente agora.

E quanto a detalhes de instalação é isso, por enquanto.

Estou feliz de poder ter essa experiência tão boa com o Ubuntu no Mac.

Anúncios

9 thoughts on “Ubuntu 12.04 (Precise Pangolin) no MacBook Pro

  1. Olá Eduardo, estou para comprar um macbook pro pois ja uso o 12.04 em um netbook da asus 1215n, então você saberia me informar a documentação para se fazer isto em dualboot ?

    Senti falta de algumas imagens de detalhes da instalação, se tem algo de opção para configurar diferente, e como fazer o boot por por usb ou dvd, e qual tecla precionar ou configurar na bios se a apple tiver isso. Abraço! Parabéns pelo conteúdo.

    • Olá, um tutorial mostrando sobre como conseguir fazer esse dual boot é http://www.omgubuntu.co.uk/2011/10/dual-boot-os-ubuntu , mas o grande passo nesse tutorial é o programa rEFIt, pois é ele quem vai permitir dar o boot em outros sistemas.

      Desculpa a falta de imagens e algo mais esclarecedor, vou provienciar um post melhor sobre isso 😉

      E alguns detalhes:
      1 – o boot tem que ser feito por CD/DVD, usb ele não reconhece;
      2 – Usando o Ubuntu no MacBook Pro o Unity trava de vez em quando, matando a sessão, no Fedora isso não aconteceu comigo, por isso mudei pra ele por um bom tempo, mas vale lembrar que isso não ocorreu com algumas pessoas, então não é nada definitivo;
      3 – O GNU/Linux em geral roda mais rápido no hardware da Apple do que o próprio OSX;

  2. Ola Eduardo, voce realmente usa o Ubuntu no lugar do mac?
    Eu adoro o mac e o OSX, porem a paixao pelo Linux eh um pouco maior. Voce acha que consigo trocar?
    Gostaria da sua opiniao.
    Obrigado

    • Olá Marcio, eu também gosto muito do Mac OS X, de verdade, só que tem muitos detalhes dele que me irritam imensamente, como as políticas fechadas da Apple. E como eu também tenho uma paixão maior pelo Linux eu decidi utilizá-lo no MacBook. Usei o Ubuntu por um tempo +- 4 meses, porém ele estava muito instável. O gerenciador de janelas (Unity) apresentava muitos erros e travamentos, então mudei para o Fedora com Gnome, no qual tive uma excelente experiência. Só que no último mês eu tive que mover os arquivos do meu HD Externo pro macbook então tive que tirar minha partição do Fedora, mas já estou organizando para na próxima semana voltar a instalar o Linux de novo. Só que desta vez como vou ter movido todos os meu arquivos pra fora do hd do macbook vou poder deixar só com o Linux, sem dual-boot 😀 E estou pensando em usar o Manjaro, que é uma desambiguação do Arch. E quero testar também depois o Elementary OS gostei muito da ideia (talvez pela interface ser parecida com a do Mac).
      Mas te pergunto uma coisa, qual é sua necessidade ao utilizar o computador? Digo, você utiliza algum programa específico que não tem pra linux, ou não tem suporte bom?
      Não sei se essa era a resposta que estava esperando, mas no que tiver dúvida e eu puder ajudar, me disponho 🙂

      • Obrigado Eduardo.
        Na verdade acabei comprando um PC usado (Lenovo ThinkPad) pra usar porque vou deixar o Mac pra minha esposa, mesmo porque meu mac é um modelo 2008, já está um pouco velhinho. (Se bem que dá um pau em muito PC com Rwindows.
        Eu usei Ubuntu por uns 2 anos, depois mudei de emprego, comprei o Mac e acabei abandonando o Linux.
        Me diz ma outra coisa: Você abandonou o Ubuntu e partiu pro Fedora né? Me diz qual distro vc prefere.

      • Entendo. E realmente, mesmo sendo o de 2008 ele é bem melhor que muitos computadores “atuais”. Ah, e só para constar eu utilizo o Ubuntu há muito tempo no desktop, só no macbook mesmo que fiquei esse pouco tempo.
        Sim, eu deixei o Ubuntu e parti pro Fedora. Gosto do Ubuntu por ser baseado no Debian e trazer boas funcionalidades. Do Fedora por trazer o Gnome sem modificações e ter sempre os últimos lançamentos e uma baita estabilidade, e por fim do Arch por ser ser enxuto e também disponibilizar os pacotes mais recentes e de forma muito bem organizada.
        E em questão de preferência eu fico com o Fedora como o principal. Mas utilizo essas outras distribuições quando vejo que elas cabem melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s