O que fazer após instalar o Ubuntu 13.04

Chegamos a mais uma versão lançada do Ubuntu, e como já é tradição por aqui vamos apresentar algumas coisinhas que consideramos úteis para serem feitas após a instalação para você que é iniciante nesse sistema. É claro que, se você já leu nosso artigo da versão anterior, este pode parecer um pouco redundante :P. Mas há algumas coisinhas novas que talvez você queira saber…

  1. Instale Drivers Proprietários detectados pelo sistema. Caso ainda não tenham sido ativadas as opções Open Source durante o processo de instalação (o que está cada vez mais raro, nestas últimas versões), procure pelo aplicativo “Canais de Software” através do dash ou vá nas configurações do sistema, na categoria Hardware. Entre na aba “Drivers adicionais”: O aplicativo avisará se algum driver foi detectado e ainda não foi ativado. No geral estes são drivers de rede ou da sua placa de vídeo.
  2. Atualize seu sistema. Através do gerenciador de atualizações. Você irá encontrá-lo também nas configurações do sistema ou pelo dash.
    Mensagens subliminares? 😄
  3. Instale o ubuntu-restricted-extras. Este é um pacote essencial que traz uma série de plugins e codecs proprietários que não vêm junto com o sistema por padrão. Entre eles está o Java, o Flash, o MP3 e fontes true type que são padrão do Windows (Times New Roman, Comic Sans, entre outras…). Você pode instalá-lo pela Central de Programas ou via terminal:
    sudo apt-get install ubuntu-restricted-extras

    Será necessário aceitar um EULA durante o processo, referente justamente às fontes. Basta seguir até o final com seta no teminal e teclar ENTER.

  4. Instale o repositório Medibuntu. Outros plugins proprietários que você pode sentir falta na hora de reproduzir ou decodificar DVDs podem ser encontrados no Mediubuntu, um repositório essencial para o sistema. Para instalá-lo, você deve digitar o seguinte no terminal:
  5. Personalize seu sistema. Instalar temas para as janelas e ícones, trocar o fundo da área de trabalho, adicionar ou remover efeitos para deixar seu Ubuntu mais agradável. Você pode realizar algumas destas configurações na janela “Aparência” dentro das “Configurações do Sistema”, mas há muito mais para se personalizar em seu ambiente gráfico, do que as opções que vêm por padrão com o Ubuntu 13.04. Isso pode ser obtido de diversas maneiras. Veja nossas dicas neste artigo sobre como personalizar o Unity e o Compiz.
  6. Desabilite as pesquisas por produtos da Amazon. O recurso mais polêmico já adicionado no Ubuntu (e na minha opinião, um erro sem tamanho) é a mostra de resultados de qualquer pesquisa na dash com produtos da Amazon e outras fontes online. Caso você não queira esses resultados irritantes, basta ir em “Configurações do Sistema” no ícone “Privacidade”. Lá você terá uma chave para desligá-los:
  7. Experimente um  pouco dos novos recursos. O Ubuntu 13.04 traz algumas novidades interessantes, além de consolidar outras acrescentadas na versão anterior. Muitas dessas novidades podem passar despercebidas se você não conhecê-las e experimentar um pouco para ver se vai ser realmente útil pra você. A primeira delas, é a preview de resultados na dash, com o clique do botão direito. Uma maneira rápida de se obter uma descrição mais detalhada do que você quis pesquisar. No screenshot abaixo, está o resultado da pesquisa por um aplicativo ainda não instalado:
    Dash_app_raring
    Não é preciso abrir a Central de Programas e pesquisar por lá. A Dash te fornece o que você precisa ;).

    Como você pode ver no canto inferior da dash, também temos várias lentes para sua pesquisa! Lente para imagens, para músicas, para filmes e para contatos em redes sociais. Todas pesquisam em seu material local e na web. Em seguida, temos os WebApps, a integração entre aplicativos da web com o desktop. Cada vez que você entrar em um site que forneça esse tipo de integração, o seu navegador irá pedir autorização para realizar a integração. O resultado é a presença de ícones na barra representando cada aplicativo, além de funções específicas de cada site. Para fechar, temos um efeito semelhante ao plugin expo do Compiz (ou a dash do Gnome Shell) que exibe várias instâncias abertas de um mesmo programa com um botão para fechá-las.Webapps_raringwindows_spread_raring

  8. Experimente outro ambiente gráfico. Se o Unity não te agradou, existem outros ambientes gráficos que você pode utilizar no Ubuntu, e alternar entre eles com um simples logoff. Alguns são mais leves e rápidos, outros possuem mais efeitos gráficos e permitem maior personalização. Lembre-se que adicionando estes ambientes você também traz junto todos seus aplicativos padrão e uma série de bibliotecas do sistema, que vão se tornar redundantes. Eles podem ser instalados através destes simples comandos:
    • Gnome-shell: sudo ap-get install gnome-shell
    • KDE: sudo apt-get install kubuntu-desktop
    • XFCE: sudo apt-get install xubuntu-desktop
    • LXDE: sudo apt-get install lubuntu-desktop
    • Gnome Clássico: sudo apt-get install gnome-session-fallback
  9. E por fim… Instale aplicativos que você sinta falta.

    Apesar de já vir com quase tudo que você precisa, o Ubuntu deixa algumas coisas de lado para continuar sendo uma distribuição simples. Por isso é sempre bom dar um pulinho na central de programas e procurar por alguns softwares úteis. Recomendamos dar uma olhada nos seguintes:

  • VLC – Reprodutor de Mídia que possui recursos muito mais avançados que o reprodutor padrão (Totem), permitindo rodar vídeos de diversos formatos.
  • Chromium – ou o Google Chrome, pode ser seu navegador de internet alternativo caso não esteja satisfeito com o Firefox, embora recomendamos fortemente o uso dele.
  • Gimp – Conhecido como uma alternativa ao Photoshop, será sua opção para edição de imagens nos quesitos em que o Shotwell (gerenciador de fotos padrão), não conseguir atender. Vale ressaltar que há diversos outros softwares na área de edição de imagens que vão se destacar, dependendo de sua necessidade, em comparação ao Gimp (Edição de Imagens Vetorial – Inkscape, Desenho – MyPaint, Tratamento Profissional de Fotografias – Dartable), sobre os quais não falaremos ainda aqui. Outro concorrente forte para o Gimp é o Krita.
  • Skype – É o Skype :D.
  • K3B – Gravador de Discos padrão do KDE, que pode te agradar mais do que o Brasero. Pessoalmente já tive problemas com o Brasero e ele apresenta bem menos funções que o K3B.
  • Editor de vídeo e áudio – Há diversos editores do vídeo para Linux que você deve querer experimentar. Para funções mais básicas, o PiTiVi e o OpenShot são mais do que suficientes. Edições mais profissionais vão exigir algo do nível do Kdenlive ou Cinelerra. Um dos melhores editores de áudio para Linux é o Audacity, que você pode conhecer em uma série de tutoriais que fizemos.
  • Gloobus Preview – Um visualizador simples, rápido e prático, para seus arquivos dentro do navegador de arquivos Nautilus.
  • 7-zip – descompactador de arquivos muito útil!
  • WINE – Aplicativo emulador de programas do Windows. Para aqueles casos extremos em que você não conseguir substituir um determinado aplicativo, o WINE quebra o galho, embora dificilmente vá oferecer um desempenho tão bom quanto os aplicativos nativos. Para os viciados em jogos, há esperança! A plataforma PlayOnLinux ajuda você a utilizar o WINE para instalar Jogos não nativos, mas é bom ficar sabendo que nem sempre os resultados são satisfatórios.
  • Steam – Isso mesmo! A steam chegou ao Linux e já traz alguns jogos interessantes para nós.

Costuma fazer algo a mais? Diga-nos abaixo. :)

Anúncios

20 thoughts on “O que fazer após instalar o Ubuntu 13.04

  1. Brother!
    No ultimo passo do item 4 deu um retornou um erro. Eu tive que colocar assim no meu pra dar certo:
    sudo apt-get –yes –quiet –allow-unauthenticated install medibuntu-keyring

    • Ops! agora percebi que foi por conta da formatação juntou os dois(-) em um soh!!

      • Isso mesmo Cristiano. na verdade é um probleminha que temos de vez em quando com o editor html do wordpress, ele ajusta automaticamente nossos “–” para um traço contínuo 😛

    • Olá Jaguar!

      Como eu disse pro Cristiano, este é um ‘bug’ do nosso tema WordPress, ele transforma automaticamente dois hífens seguidos em uma única linha. ¬¬’

      Ainda não achei uma maneira de corrigir isso, se tiver alguma sugestão estou aceitando!

  2. Olá pessoal do ubuntugk, demais este ‘blog’, pessoalmente me viro bem no Ubuntu e não tenho problema algum em ajudar outras pessoas a instalar ou/e falar sobre, realmente gostei de ver, também pensara em fazer um lugar só pra falar das minhas experiências em relação ao Linux, mas tempo é o que me falta, vou passar a acompanhar vocês!!! e continuem postando!

    • Valeus Phelipe!

      Pois é, estamos com o tempo apertado aqui tbm, por isso a escassez de posts, mas assim que pudermos vamos atualizar o blog!

  3. Olá, sou um iniciante no ubuntu e já estou usando o mesmo a alguns meses e minha maior dificuldade é qual o melhor anti-vírus para instalar e como instalar, já realizei diversas buscas sobre o assunto e nunca encontrei nada que fosse possível realizar, como gostei do site de vocês e conquistou minha confiança gostaria de ajuda de vocês.

    • Olá Nicholae!

      A sua pergunta é um tanto quanto complicada!
      Imagino que você já saiba, mas vale a pena reforçar, o Linux tem um sistema de segurança muito mais rígido devido à sua política de permissões e também é pouco mirado por este tipo de malware por não ter toda a fama do Windows. Assim sendo, é considerado teoricamente imune à grande maioria dos vírus. Por isso a dificuldade de se encontrar anti-vírus para o mesmo, a procura é muito pouca. Eu pessoalmente, nunca usei um (em 5 anos de Linux) e nunca precisei. Na verdade, do meu ciclo de contatos nas comunidades de software livre (e vai por mim, é gente pra caramba), só conheço uma pessoa que usou um anti-vírus na vida. E ele era daqueles administradores de rede mais neurótico impossível. A grande verdade é que pode ser útil sim, se você tiver um dual-boot que compartilhe arquivos com frequência com sua partição Windows, ou se você vive fazendo trocas de arquivos ou emails com máquinas com Windows. Não tanto pela segurança do seu computador, mas dos outros que possuem Windows, entende? É um pouco do que é explicado neste artigo que eu li uns dias pra trás: http://worldofgnome.org/why-we-need-an-antivirus-in-linux/
      Resumindo, se você é um usuário dos mais comuns e não enfrenta muitos problemas com vírus em suas máquinas com Windows, sugiro não quebrar a cabeça com isso. O seu sistema Linux é seguro e um antivírus poderia deixá-lo mais pesado. Mas se você tem muita preocupação com o material que usa em seu Linux e considera que suas atividades possam estar deixando seu Linux e Windows expostos, experimente ou o AVG ou o Avira (ambos estão no baixaki). Estou recomendando-os apenas por opinião de terceiros, como eu disse jamais usei nenhum. Caso tenha dificuldades com a instalação de um deles em específico (ou de outro), por favor entre em contato com a gente 😉

      • Compreendo, muitos outros usuários mim falaram o mesmo, mais devido o pouco conhecimento na Plataforma para mim não passava de boatos, uso o ubuntu apenas para programar, sempre fui conectado com windows e devido a faculdade exigir o uso do linux para atividades estou mim adaptando a plataforma da qual vem mim conquistando, tanto que instalei ele sem dual boot mesmo para mim adaptar mais rapidamente.

      • Que bom cara, fico feliz que esteja dando certo. Qualquer coisa, você já sabe, há muitos blogs e fórums para pesquisar 😉

    • Olá Loma!

      No Ubuntu 12.10 e 13.04, os apps aparecerão como uma alternativa de instalação pelo próprio firefox, na primeira vez que você abrir o face ou gmail. Ele irá te perguntar se você deseja fazer a integração deles com o sistema. Você também pode configurar suas contas online para ter a integração com as notificações. Basta ir nas configurações do sistema e clicar em Contas on-line. Lá você adicionará as informações sobre seu login.

    • Olá Weigle! Especifique por favor o seu problema pra gente ver se pode te ajudar. Qual comando você usou para instalar o gnome? O que ocorreu de errado?

      abç.

      • sudo ap-get install gnome-shell rs
        dai aparece:
        “E: Não foi possível obter trava /var/lib/dpkg/lock – open (11: Recurso temporariamente indisponível)
        E: Não foi possível travar o diretório da administração (/var/lib/dpkg/), tem outro processo o utilizando?”

    • Seguinte, essse erro cocorre quando mais de um aplicativo está tentando obter permissão para instalar programas no seu sistema. Por exemplo, se você estiver com a Central de Programas aberta e chamar um apt-get no terminal. Geralmente, fehcar um dos dois não resolve, porque o processo continua rodando no background. Então o jeito mais simples e reiniciar e chamar novamente o comando pelo terminal, antes de abrir qualquer outra coisa, OK?

      Diga-nos se deu certo!

  4. olá !
    Eu usei o instalador do 12.04 ele instalou e reiniciou, mas quando eu escolhi a opção ubuntu não abriu de jeito nenhum !! o que devo fazer para instala esse bendito ubuntu no meu pc já fiz de tudo gravei no DVD no Pendrive fiz tudo do jeito que manda nos tutoriais mas não acontece.

    • Olá Tiago!

      Então que cara, que zica hein? Me diga, quando você escolhe pra logar no ubuntu, ele dá alguma mensagem de erro? As vezes ajuda a gente a tentar entender o que está acontecendo. Se ele ficar eternamente na tela de splash (com a logo e as bolinhas carregando embaixo) experimente apertar um ESC ou um CTRL + ALT + F1.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s